12 de jan de 2010

Morri de Rir!

Reflexão abrangente

Vendo uma revista sobre homosexualismo, lembrei de uma conversa antológica que tive com a minha caseira - Verônica - a um tempo atrás sobre o tal assunto.
E que foi a seguinte:

Verônica: Isso é coisa do demônio!! Da escuridão!!
Eu: Cara, calma. Não tem nada a ver com isso. Apenas é uma questão de gosto.
Verônica: Não é!! Isso não está certo!! Isso é bacanal!
Eu: Peraí, vc está confundindo as coisas. Vc está vendo muito filme de hollywood que é completamente apelador quando se diz respeito a sexualidade.
Verônica: Não!! Adão e Eva são o que? Homem e mulher! Então o certo é homem e mulher!! Tem um encaixe, entendeu?
Eu: Presta atenção, ok, vc pode até pensar dessa forma... Mas não radicalize. Tradicional é homem e mulher? É, mas não significa que seja o certo. Eu acho escroto sim mulheres se pegando em festa para aparecer, isso eu acho uma banalização absurda (mais é algo que chega a ser natural, infelizmente, devido ao crescimento rápido do homosexualismo). Mas há pessoas que gostam - de verdade - de se relacionar afetivamente com pessoas do mesmo sexo. É algo puramente orgânico. A pessoa gosta e pronto, e que seja muito feliz assim. É algo diferente - em termos tradicionais - , sim, é, mas não é errado de forma alguma. Isso mostra a evolução do ser humano e de suas atividades sociais.
Verônica:.....? NÃO ESTÁ CERTO DO MESMO JEITO!
Eu: Tá bom, Verônica (resmungo: porra, foda-se tb)

Ok, vivemos em classes sociais totalmente diferentes e o seu único meio de informação é a TV que só pega - BEM- a Igreja Universal e a Band ou a Record (que a maioria dos filmes são apelativos). Isso não é preconceito, é realidade e tem de ser levado em consideração sim. Bom deixar claro que não estou a menosprezando, de jeito nenhum.
Só que tem certas coisas que independem da sua classe social.
Ela nem sequer escuta o que eu digo, ela está com aquilo fixo na cabeça imposta pelo pastor da igreja dela. Ela não quer procurar saber e ponto final. Mesmo que não procure, ela não quer nem escutar.
Para julgar algo, tem de procurar, saber, analisar, refletir e depois argumentar. E isso é algo puramente espontâneo que o cérebro faz quando escuta a opinião de outra pessoa - a pessoa até pode ignorar isso depois, mas que acontece, acontece. Se a pessoa tiver um senso critício então, esse processo só ocorrerá mais rapidamente.

Para haver evolução - em todos os aspectos - o conhecimento é a arma essencial para isso.
Observar um ponto de vista sobre vários ângulos é um bom começo.

Então, pare de ver Hebe e/ou Fazenda e vá ler um livro (não vale Crepúsculo)
Ok, BBB10 pode só de vez em quando.

#Ficadica

Beijinhos

Vida


Sempre a indesencorajada alma do homem
resoluta indo à luta.
(Os contingentes anteriores falharam?
Pois mandaremos novos contingentes
e outros mais novos.)
Sempre o cerrado mistério
de todas as idades deste mundo
antigas ou recentes;
sempre os ávidos olhos, hurras, palmas
de boas-vindas, o ruidoso aplauso;
sempre a alma insatisfeita,
curiosa e por fim não convencida,
lutando hoje como sempre,
batalhando como sempre.

Walt Whitman, in "Leaves of Grass"

11 de jan de 2010

Curioso

Certas coisas me supreendem, principalmente sobre o corpo humano.
Ontem na minha última prova de vestibular passei por uma experiência mega bizarra que me deixou super puta, momentaneamente.

Com um azar que me persegue, o ar condicionado da minha sala estava ruim e na sala tinham mais de 30 candidatos. Ou seja, inferno total. E como uma boa menina isolada sentei no pior lugar para um sala enorme e sem ar, no canto da sala encostada na parede.
Eu estava pingando de suor e mega estressada (acredite, o calor tem um poder negativo absurdo sobre mim) e o pior que eu não podia mudar de lugar, estava lotado aquele côcô.

A minha única saída era me abanar com um papel que eu tinha livre nas mãos.
Mas aí que entra o fato curioso: EU NÃO CONSEGUI ME ABANAR E ESCREVER AO MESMO TEMPO. QUE ÓDIO! (me abanar com uma mão e escrever com a outra, claro)
E eu precisava muito dessa habilidade naquele momento.
Como era uma prova discursiva de exatas, sempre que eu tinha alguma idéia de conta ou resolução eu tinha que escrever senão eu esquecia, só que o calor de tanto me estressar me desconcentrava e eu acabava esquecendo a porcaria da conta que eu ia fazer.
Se eu conseguisse tal habilidade, seria tudo mais simples. Não digo mais fácil, mas seria com certeza menos estressante.

Ô bosta. Agora já foi né. E seja o que Deus quiser, Amém.

Beijo e um queijo

9 de jan de 2010

Shows 2010

Antes de qualquer coisa, eu disse no post abaixo que iria fazer uma apresentação mais decente da minha pessoa, mas - sei lá como - consegui resumi a Raquel naquele pequeno quadradinho que está no canto superior direito.

Pronto, vamos falar do post agora.
Ano passado e outros anos não pude ir em alguns shows que sempre quis ir em toda minha pequena existência por motivos pessoais, familiares ou escolores. Ou tudo junto.
Como todos esse 3 fotores estão em um certo equilíbrio no momento fiz uma lista de show que pretendo (e vou!) ir esse ano. E que ironia gostosa, justamente os shows que eu considero os melhores dos melhores vão vir pro Rio.

Então lá vai a listinha humilde:

Guns N' Roses - 14 de Março
(Locais e preços ainda não divulgados)

A-ha: 13 de Março - Citibank Hall
Mais Informações


Dream Theater: 20 de Março
(Locais e preços ainda não divulgados)

Franz Ferdinand: 19 de Março - Fundição Progresso
Mais Informações

Epica: 11 de Abril - Circo Voador
Mais Informações

Paul McCartney: 16 de Abril - Maracanã
(Preço não divulgado ainda)

Dessa listinha fofa de meu Deus o que eu não posso deixar de ir de jeito nenhum é Paul McCartney, Franz Ferdinand, Epica e Dream Theater.
Nos outros farei o possivel para ir. A bosta é que os dias são próximos e é ligeiramente caro.
Se alguém quiser pagar pra mim, me levar e me trazer não me incomodo! Mas não me incomodo mesmo! Se for só pagar não quero não, humpf. (muaha)

Então é isso, amores.
Preciso me arrumar correndo para ir pro Teatro!

Beijo um queijo.